Saiba quais alimentos têm mais agrotóxicos acima do volume permitido
03/12/2020

Saiba quais alimentos têm mais agrotóxicos acima do volume permitido

A Anvisa publicou relatório do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos com…
O plantio de uma árvore com as cinzas de uma pessoa que faleceu como forma de homenageá-la é um serviço que começou a ser oferecido em Minas Gerais neste ano pelo BioParque, com sede em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte.   Segundo o CEO da BiosBrasil Hugo Tanure, a ideia da empresa é oferecer uma alternativa de ressignificação do luto. “É um cemitério do futuro, que abarca a questão da ressignificação do luto e as preocupações ambientais, além de ser uma oportunidade de preservar memórias e valorizar lembranças”, destaca.  O BioParque não disponibiliza serviços funerários e recebe das famílias as cinzas da pessoa que elas desejam homenagear. De acordo com Tanure, os parentes escolhem uma entre as sete sementes de árvores disponíveis, cada uma com um significado, e, a partir desse momento, é planejada uma cerimônia, na qual se planta a semente em uma urna biodegradável.  As cinzas atuam como uma espécie de adubo, já que o material é rico em minerais importantes para o crescimento da árvore. O empresário explica que o processo de germinação da muda dura, no mínimo, 16 meses. Só depois desse tempo é que a muda mais resistente é levada para plantio no parque, em Nova Lima.
30/11/2020

O plantio de uma árvore com as cinzas de uma pessoa que faleceu como forma de homenageá-la é um serviço que começou a ser oferecido em Minas Gerais neste ano pelo BioParque, com sede em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o CEO da BiosBrasil Hugo Tanure, a ideia da empresa é oferecer uma alternativa de ressignificação do luto. “É um cemitério do futuro, que abarca a questão da ressignificação do luto e as preocupações ambientais, além de ser uma oportunidade de preservar memórias e valorizar lembranças”, destaca. O BioParque não disponibiliza serviços funerários e recebe das famílias as cinzas da pessoa que elas desejam homenagear. De acordo com Tanure, os parentes escolhem uma entre as sete sementes de árvores disponíveis, cada uma com um significado, e, a partir desse momento, é planejada uma cerimônia, na qual se planta a semente em uma urna biodegradável. As cinzas atuam como uma espécie de adubo, já que o material é rico em minerais importantes para o crescimento da árvore. O empresário explica que o processo de germinação da muda dura, no mínimo, 16 meses. Só depois desse tempo é que a muda mais resistente é levada para plantio no parque, em Nova Lima.

Caneleiras e camisa de bambu, dieta vegana para o elenco, gramado 100% orgânico, cortador de…
Aplicativo viabiliza troca de óleo usado e garrafas plásticas por dinheiro
23/11/2020

Aplicativo viabiliza troca de óleo usado e garrafas plásticas por dinheiro

Os moradores do Jardim São Remo, na zona oeste de São Paulo, poderão vender óleo…
França proíbe apresentação de animais selvagens
19/11/2020

França proíbe apresentação de animais selvagens

A França vai proibir progressivamente os espetáculos com animais selvagens nos circos itinerantes do país.…
Panda albino é visto em reserva natural na China
16/11/2020

Panda albino é visto em reserva natural na China

Um raro exemplar de urso panda completamente branco foi fotografado em uma reserva natural no…
Foco para conservação na Amazônia pode estar na biodiversidade aquática
12/11/2020

Foco para conservação na Amazônia pode estar na biodiversidade aquática

Estudo publicado na revista Science sugere que priorizar ambientes aquáticos ao planejar ações de conservação ambiental…